Nos últimos meses, as terras uruguaias vêm sendo alvo de investimentos de produtores rurais brasileiros. Segundo a unidade da SIA, Serviço de Inteligência em Agronegócios, do Uruguai, houve um aumento da procura de terras por agropecuaristas do Brasil no país vizinho. Preço e segurança jurídica estão entre os motivos.

Representante da SIA Uruguay, Facundo Rodríguez de Almeida afirma que os preços da terra no Brasil são mais altos do que no Uruguai e que no país vizinho se encontram boas terras com preços mais acessíveis. “O Uruguai, historicamente, se estruturou para captar investimentos estrangeiros. A lei é muito clara. Para qualquer investidor chegar e investir no Uruguai é com essa clareza. O que é teu, é teu”, destaca.

Facundo Arbiza, também da SIA Uruguay, reforça a questão da legislação, com leis muito seguras que atraem os investidores estrangeiros no Uruguai com segurança. “Também tem muita área de campo nativo, com áreas sub-exploradas que podem ser mais intensivas. Nos chegaram pedidos de produtores brasileiros para olharmos campo no Uruguai”, revela.

Com isso, a consultoria, para atender essa crescente demanda, abriu uma unidade para assessorar os investimentos estrangeiros, além do trabalho de assessoramento técnico e gerenciamento de propriedades. No perfil dos compradores, os consultores reforçam que os pedidos de terras são para espaços perto da fronteira com o Brasil, buscando terrenos com solo adequado e que tragam rentabilidade. Salientam também que há uma mescla entre arrendatários e proprietários com o objetivo de plantio e criação.

Texto: AgroEffective